"Estamos muito preocupados. O rastreio do principal cancro em Portugal parou"

O aviso já tinha sido lançado pelo Governo. A prioridade absoluta do combate à Covid-19 teria inevitavelmente impacto noutras áreas do Serviço Nacional de Saúde.

Rui Tato Marinho, presidente da Sociedade Portuguesa de Gastroenterologia e médico no hospital de Santa Maria, explicou, esta quarta-feira, no Diário da Manhã, da TVI, a forma como a pandemia de Covid-19 está a afetar o rastreio do cancro do cólon.

Sobre "Diário da Manhã"