A PSP garante que, ainda assim, a segurança está salvaguardada, mas os sindicatos dizem o contrário