Falta de funcionários do SEF pode condicionar movimentos de passageiros nos Açores

A falta de meios no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras pode vir a condicionar o movimento de forasteiros previsto para este ano. O sindicato que representa os profissionais do SEF diz que "27 efetivos para quatro ilhas é muito pouco".