Faltam 185 médicos especialistas em hospitais no interior

O Governo reconhece que há graves carências de médicos em pelo menos 11 hospitais, sobretudo no interior do país.

Num despacho que define as zonas de incentivos à fixação de novos clínicos, o Alentejo e a região das Beiras estão no topo da lista.

A falta de médicos reflete-se nas listas de espera. Em algumas especialidades, mais de 2.500 pessoas aguardam a primeira consulta.

Sobre "Jornal da Uma"