Mário Nogueira, o secretário-geral da Fenprof, vai solicitar ao Ministério Público que averigue as causas da morte de três professores, nos últimos meses, que acabaram por perder a vida no exercício das suas funções. No balanço feito à legislatura, Mário Nogueira considera que foram quatro anos perdidos na Educação.