Fundação Ricardo Espírito Santo vende obras de arte devido à crise

Peça mais cara à venda é um tapete de Arraiolos que custa 60.000 euros