GNR detido por associação criminosa

A Polícia Judiciária de Braga deteve na segunda-feira um militar da GNR e a mulher por suspeitas dos crimes de associação criminosa, fraude fiscal e branqueamento de capitais.

 
O militar esteve envolvido num tiroteio com seguranças de uma empresa privada, em setembro do ano passado.

Sobre "Jornal da Uma"