A Fundação Gulbenkian anunciou esta a criação de um prémio no valor de 1 milhão de euros que pretende incentivar novas ideias que contribuam para a melhoria do futuro da humanidade. Na sua primeira edição, em 2020, este prémio será dedicado às alterações climáticas. Esta sexta-feira assinalou-se também o Dia do Fundador da instituição e foi entregue o prémio internacional Calouste Gulbenkian ao escritor e jornalista, Amin Maalouf, um dos nomes mais influentes do mundo árabe