Há 12 anos, rodeado de fãs, Berardo festejava a inauguração do "seu" museu

Então, o Estado e o empresário madeirense celebraram um acordo para albergar a coleção no Centro Cultural de Belém. Joe Berardo era na altura uma figura acarinhada pelo poder político. Atualmente, o colecionador é uma personalidade polémica, nomeadamente pela dívida de cerca de mil milhões de euros a três bancos, um deles a CGD.