Nunca foi tão difícil comprar os medicamentos de que se precisa nas farmácias portuguesas. Nos primeiros seis meses deste ano, ficaram por aviar 47 milhões de unidades de medicamentos. O Infarmed garante que está a tomar medidas.