Homicídio de segurança de discoteca chegou a tribunal

O jovem de 22 anos que no ano passado baleou com 14 tiros um segurança de uma discoteca começou a ser julgado hoje no Tribunal de Coimbra. A namorada do arguido também está a ser julgada por detenção de arma proíbida e ofensa à integridade física. Foi a única que prestou declarações em tribunal.