Diana Fialho foi condenada a 24 anos de prisão pela morte da mãe adotiva. O companheiro, Iuri Mata, foi condenado a 23 anos.