O advogado da família da vítima, Paulo Pina, garantiu que julgava que Diana Fialho e Iuri Mata iriam receber a pena máxima, mas ainda assim considera a decisão justa