Foi adiada a leitura da sentença do casal, Diana Fialho e Iuri Mata, acusado da morte de uma professora no Montijo. Os arguidos são a filha adotiva e marido que viviam com a vítima na mesma casa. Uma alteração à qualificação do crime de que estão acusados adiou sem data a leitura da decisão