Ministério Público quer mais do que o Termo de Identidade e residência aplicado ao antigo administrador da farmacêutica Octapharma. Paulo Lalanda e Castro, arguido do caso que investiga os negócios de fornecimento de plasma começou já a sre oyvido pelo juiz de instrução