Justiça volta a ficar suspensa, agora por causa das férias judiciais

Entre março e maio, a justiça portuguesa ficou parada por causa da pandemia de Covid-19 e, por isso, arrastaram-se centenas de processos nos tribunais portugueses.

Agora, um mês e meio depois dos tribunais retomarem a atividade normal, a Justiça volta a ficar suspensa: desta vez, por causa das férias judiciais.

Casos mediáticos como o do BES, da EDP e da operação Lex só deverão conhecer novidades em setembro.

Sobre "Jornal das 8"