Lares: “Algumas pessoas perguntam-me: ‘porque é que ainda estou vivo?’”

Na segunda-feira, voltam a ser permitidas visitas a lares de idosos. Para milhares de famílias é o fim de uma separação física e angústia que durou cerca de dois meses.

Raquel Calapez é psicóloga, trabalha de perto com a solidão da população sénior e ajuda a dar a volta nas situações mais difíceis. É um projeto chamado "oficina das emoções."

Sobre "Notícias"