Leslie: ajudas tardam em chegar ao terreno

Faz hoje um mês que entrou em território continental português o primeiro furacão da história. Nos concelhos mais atingidos pela tempestade Leslie, os apoios mais significativos ainda não chegaram ao terreno. Os dinheiros públicos não acompanham a urgência das obras, sobretudo ao nível das infraestruturas públicas. É essa a principal queixa das autarquias.