Magistrada do Ministério Público implicada no caso Tancos

Do processo de Tancos vai sair uma nova investigação, contra uma magistrada de Loulé. A procuradora terá sido fonte de informação do chefe do grupo de militares da GNR envolvidos no reaparecimento das armas.

A TVI sabe que a magistrada dizia ao militar como decorria a investigação da PJ sobre o furto e isso ajudou à precipitação do esquema de reaparecimento das armas.

A acusação deste processo está pronta e vai ser conhecida até sexta-feira.

Sobre "Jornal das 8"