Meco: "Tive de recorrer ao tribunal europeu para que nos dessem razão"

José Soares Campos, o pai de um dos jovens que morreu no areal do Meco durante uma praxe, disse que "infelizmente" precisou de recorrer às instâncias europeias para que ficassem provadas as falhas na investigação do Ministério Público. 

"Tudo isto foi em defesa da universidade", garante. 

O Tribunal Europeu dos Direitos do Homem divulgou esta terça-feira um acórdão apontando falhas na investigação e dando indemnização de 13 mil euros ao pai que colocou o nome na ação, apresentada em nome de todos os familiares.

Sobre "Notícias"