Metade dos chefes de urgência demitiram-se do Hospital de Braga

Há mais uma demissão em bloco no SNS. Demitiram-se mais de metade dos chefes de equipa de urgência do Hospital de Braga, depois de o mesmo ter acontecido em Setúbal.

Em causa estão as remunerações, a falta de médicos e o recurso a prestadores de serviços.

Sobre "Jornal da Uma"