Miguel Sousa Tavares: "Podemos estar a caminhar para um desastre ambiental" em Alqueva

O regadio no Baixo Alentejo pode acabar em 2050 se a gestão da água não for feita de forma correta. Pesticidas são usados nas terras e prejudicam a população e colocam em causa o ambiente. Por outro lado, o baixo preço da água provoca a existência de olivais e culturas em zonas impróprias. Miguel Sousa Tavares acredita que podemos estar à espera de um desastre.

 

Sobre "Jornal das 8"