"Não vou desistir enquanto não conseguir que a emergência médica seja de qualidade"

Cristina Cameira, funcionária do INEM, comenta a investigação da TVI sobre o INEM de um verdadeiro esquema de favorecimento a amigos que põe em cheque o próprio presidente da instituição. A reportagem denuncia alegados crimes de favorecimento pessoal, tráfico de influência, gestão danosa ou até mesmo corrupção. A TVI teve acesso a documentos internos que mostram que estão a ser gastos milhões em horas extra, com escalas de 24 sob 24 horas, dias consecutivos sem pausas e em dois sítios ao mesmo tempo. Há também pagamentos e ajudas de custo para viagens-fantasma, podendo mesmo comprometer o socorro prestado pelo 112.

Sobre "Ana Leal"