Neto de Moura diz que os seus direitos foram violados

O polémico juiz Joaquim Neto de Moura pediu ao Supremo Tribunal de Justiça para não julgar casos de violência doméstica, no verão do ano passado, depois de ter proferido o acórdão sobre as mulheres adúlteras. Pedido esse que foi recusado. Entretanto, o bastonário da Ordem dos Advogados, quer agora afastar o juiz desembargador de julgamentos sobre violência doméstica