“Ninguém pode ser preso para ser investigado”

Pinto Monteiro admite que investigações de figuras mediáticas sejam aceleradas. “A sentença que venha amanhã a condenar ou a absolver é uma coisa secundária porque a comunicação social esmagadoramente todos os dias lança cá para fora coisas”