Ofertas de emprego: nem tudo o que parece é

Os relatórios da criminalidade dão conta de um aumento das fraudes e outros crimes praticados por via eletrónica. Há ainda outras situações, que podem não constituir crime, mas defraudam pelo menos os utilizadores.

É o que acontece com muitas ofertas de emprego com anúncios demasiado vagos para esconder dos candidatos a verdadeira atividade. E o candidato acaba por vender na rua ou de porta em porta.

As queixas têm vindo a aumentar e há quem garanta que trabalhou meses sem receber.

A Polícia Judiciária está a investigar algumas das denúncias que recebeu.