Operação Teia: suspeitos conhecem medidas de coação no TIC do Porto

Foram interrogados os quatro detidos no processo de corrupção que envolve autarquias do norte do país e o IPO do Porto. As suspeitas recaem sobre um esquema de "favores e cunhas" que envolve a empresa de comunicação da mulher do presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso. Em causa estão contratos públicos, quase todos por ajuste direto, com o IPO do Porto e a autarquia de Barcelos que chegam aos 800 mil euros.