O pai do Daniel, a criança que esteve desaparecida há cerca de dois anos na Madeira, ficou hoje em prisão preventiva pelo crime de violação de uma jovem de 17 anos. A medida decretada pelo tribunal é fundamentada com o perigo de fuga do arguido