Pandemia trouxe a fome e a pobreza a 24 mil pessoas no Algarve

 

Desde o final de março que o número de pedidos de apoio alimentar tem disparado no Algarve. A crise pandémica atirou muitas famílias para uma situação difícil e a fome é uma realidade dura mas cada vez mais presente. Atualmente são 24 mil as pessoas que dependem da ajuda do Banco Alimentar, um número nunca antes registado na região.

Sobre "Jornal das 8"