Paulo Campos, ex-presidente do INEM, acusa o antigo ministro da Saúde Paulo Macedo de o ter saneado politicamente, por se ter recusado a promover a irmã de Lallanda e Castro no INEM.

Paulo Campos entregou documentos à Polícia Judiciária relativos ao caso do plasma e e revelou que Paulo Macedo o chamou ao gabinete e lhe deu 10 dias para promover a irmã de Paulo Lallanda e Castro.