Manuel Pinho, o ex-ministro da Economia de José Sócrates voltou a não ser confrontado com as suspeitas de corrupção que levaram o Ministério Público a constitui-lo como arguido. O requerimento de outro arguido impediu a inquirição e Manuel Pinho que diz querer falar e garante ter informações relevantes não gostou de pela terceira vez não ter sido ouvido.