Pena suspensa para instrutor de tiro que matou Carla Amorim

O instrutor de tiro que estava acusado de homicídio por negligência grosseira foi condenado a pena suspensa. O tribunal reconheceu um erro grosseiro, na origem da morte de uma guarda-prisional, em Paços de Ferreira.

Sobre "Jornal da Uma"