PJ acredita que possa ter havido mão criminosa no incêndio na Quinta do Mocho

O incêndio que destruiu 30 barracas na Quinta do Mocho, em Sacavém, pode ter tido mão criminosa. Dezenas de famílias ficaram desalojadas que, para já, vivem da ajuda de instituições e alojadas num pavilhão dos bombeiros.