Portugueses desaparecidos: as imagens do interior na gruta espanhola

Uma equipa de resgate foi acionada para localizar quatro espeleólogos portugueses que estão desde sábado na gruta de Cueto-Coventosa, em Espanha.

O serviço de emergência do governo da Cantábria, que coordena a operação, informou que os especialistas indicaram que a água está a baixar no interior da gruta a uma velocidade de 10 centímetros por hora, muito mais lentamente do que se previa inicialmente.

As equipas de socorro aguardam pela descida do nível da água, para entrarem na gruta.