Procuradora considera injúrias a agente da PSP irrelevantes

Está a gerar indignação um despacho que considerou que as agressões e injurias a um agente da PSP são irrelevantes. O processo foi arquivado. A procuradora entendeu que a ação do arguido é o resultado de um ato de revolta.