Proteção Civil alerta para "condições extremamente adversas"

O vento pode atingir os 50 a 60 quilómetros por hora nos próximos dias e agravar a situação dos incêndios em Portugal. São "situações extremamente adversas", segundo o comandante operacional nacional da Proteção Civil, José Manuel Moura