"Protocolo oficial do IRA com órgãos policiais? Isso não existe"

Paula Neto, uma das vítimas do IRA e também presidente de uma associação de proteção animal, o GIRA, defende que o facto de as forças policiais nunca terem vindo a público desmentir o que era dito pelo grupo suspeito de terrorismo contribui para o crescimento do fenómeno