Quatro superjuízes mundiais juntos no Estoril

Carlos Alexandre, Sérgio Moro, Baltasar Garzón e Antonio Di Pietro debateram os limites da justiça no combate ao crime em democracia