"Quem deveria sair de casa era o agressor e não a criança"

Sandra Feliciano, da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Sintra, afirma que, quando uma criança vítima de violência doméstica é obrigada a fugir da casa onde vive, há "uma violação dos direitos da criança"

Sobre "Alexandra Borges"