Raríssimas processa Paula Brito da Costa

A Raríssimas processou a antiga presidente Paula Brito da Costa. A associação exige o pagamento de mais de 384 mil euros, por despesas de alimentação e transporte pagas indevidamente. Paula Brito da Costa foi afastada, depois de uma reportagem da TVI que denunciou irregularidades na gestão da Raríssimas.

Sobre "Notícias"