Relatório de Tancos não aponta quaisquer responsabilidades ao Governo

A comissão de inquérito apresentou, esta sexta-feira, a primeira versão do relatório de conclusões. Atribui a responsabilidade do furto das armas às condições de conservação da base militar e ao incumprimento das normas de segurança e acusa ainda a Polícia Judiciária Militar de desobediência, por ter encetado uma investigação à revelia da Procuradoria Geral da República.