Rui Pinto: um fora da lei ou um justiceiro dos tempos modernos?

A justiça húngara decidiu extraditar Rui Pinto para Portugal, mas os advogados do pirata informático português recorreram da decisão. A defesa alega o risco de vida de Rui Pinto caso venha para Portugal e alega também um erro processual das autoridades portuguesas aquando da emissão do mandado de detenção europeu. Para já, Rui Pinto permanece em Budapeste, em prisão domiciliária. Vários países mostraram já intenção de trabalhar com o hacker português.