Saber usar desfibrilhadores pode ser obrigatório para quem tirar a carta

Proposta visa aumentar a capacidade de resposta perante paragens cardíacas. O número de desfibrilhadores disponíveis em locais públicos vai aumentar e a formação obrigatória vai ser alargada. A proposta do Governo prevê que também as forças de segurança, nadadores-salvadores, tripulantes de aviões e vigilantes de empresas de segurança sejam obrigados a aprender a usar este aparelho de suporte básico de vida.