Seis por Meia Dúzia: bailinho de democracia

Um regime que mata e rouba como poucos faz companhia a Marcelo e Costa, sem luso desassossego. Será porque o interior ou a descentralização não se apresentam melhor? Seis por Meia Dúzia, a crónica de Victor Moura-Pinto, lembra que certa marchinha tropical de Genival Lacerda nunca soou tão portuguesa: “quando ele nasceu, a coisa era dura, mas agora amoleceu, e acabou a ditadura”… Com edição de imagem de Pedro Guedes

Sobre "Seis por meia dúzia"