Serviços mínimos podem vir a assegurar exames

Os sindicatos dos professores não definiram serviços mínimos para a greve do próximo dia 21 de junho, mas poderão vir a ter de o fazer. Os sindicatos consideram que não se está perante serviços que não possam ser adiados, apesar da paralisação acontecer em dia de exames e isso mesmo irão dizer perante o colégio arbitral se ali forem chamados. A serem definidos os serviços mínimos para assegurar os exames, isso acontecerá pela primeira vez