Sindicância à Ordem dos Enfermeiros conclui que houve gastos sem justificação no valor de 80 mil euros

A sindicância à Ordem dos Enfermeiros, determinada pelo Ministério da Saúde, conclui que houve gastos sem justificação na gestão da Ordem, no valor de mais de 80 mil euros, nos últimos três anos. Segundo o relatório final da inspeção-geral das atividades em saúde, há fundamentos para dissolver os órgãos da entidade, liderada por Ana Rita Cavaco.