Tancos: advogado acusa ex-chefe de gabinete de crime

João Magalhães, que defende o arguido Roberto Pinto da Costa no caso relacionado com as armas de Tancos, diz que o general Martins Pereira estava obrigado a receber oficialmente e classificar os memorandos que lhe terão sido entregues.