Um terapeuta da fala foi condenado a oito anos de cadeia por abusos sexuais de 31 crianças. A decisão é do Tribunal da Relação de Lisboa, já depois do homem ter sido absolvido em primeira instancia pelo Tribunal de Sintra.