"Tinha de dizer de forma graciosa que era casting da Plural"

Sónia, com identidade reservada, foi funcionária de Mário Oliveira, que lidera o esquema milionário de falsos castings e explica a "bola de neve" que viveu. "Agora que estou fora da empresa já me pude relacionar com os meus colegas, antes tínhamos instruções explícitas do Mário Oliveira para não almoçarmos juntos" 

Sobre "Alexandra Borges"