Trabalhadores do call center Fidelidade saíram à rua

O protesto contou com cerca de 600 trabalhadores do call center da Fidelidade que exigem melhores salários, redução do horário e uma contratação mais eficiente.